Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho 23, 2017

Homofobia para Totós

Regras do trânsito sentimental

Como hei-de explicar que não se entra, assim, pelo Amor fora?
Que é um processo de explosões, 
misto de engodo, insensatez, beijos oblíquos e cheiros bons.
por vezes anda-se a manifestos estoiros com a cabeça rebatida no mundo-plano
e as estradas são todas estrangeiras

quem se achega, vem a evitar a flora mirrada da desistência do próprio peito
e seus olhos já viram montado de sobra 
e heróis fatigados, agarrados como podem ao vento.
Entre os mais-ou-menos imperfeitos
procuram-se superpoderes para dar a volta a isto.

(serpenteando por árvores despidas da cintura para baixo, 
que deixam marcas tão fortes 
que bem se pode estar uma década sem conseguir fazê-lo de novo).

É então que se lançam as sebes ao alto
e a protecção dos muros é como um livro interrompido
ou dói ou tem pressa de ir embora de vez.
De concreto fica só o muro
a buganvília e o jasmim cheiroso perdem logo a altivez.

Mesmo assim, sentimo-nos num caminho a sério 
à razão de trinta quilómetros por segundo.
Há uma certa ordem a alinhar o desgo…

Os Bárbaros do Aqueduto

Texto publicado hoje, no Facebook, ao qual ninguém ligou um caralho. São daquelas coisas triviais que já devia ter mais cabecinha que isto para não as levar a sério, mas levo na mesma. Sou irritante ao ponto de me levar a sério. São todos uns esmorecidos, eles não falam e eu só escrevo. Que coisa! Mas tenho as minhas suspeitas daqueles algoritmos. Suspeitas do género das teorias, de conspiração. - Pode ser que aqui pegue.
"Os bárbaros estão no meio de nós talvez porque os bárbaros somos nós. Começam a restar-me poucas dúvidas em relação a isso. É claro que também já tive mais certezas. O mesmo ram-ram de sempre. Por exemplo; há aqui um casal de vizinhos que passeia um par de canitos pela praça, todos os dias, várias vezes ao dia. Nada de extraordinário nisto, fora a questão trivial de um dos bichos ser mais espevitado que o outro. Aquilo parece um texugo bebé carregado da electricidade positiva daquelas pilhas que não acabam, corre, corre, corre...enfim, é óbvio que, tal criatura…

Olha o avião!

Dois amantes olham o céu, fazem diligências sentimentais, perdem o equilíbrio, o pudor juntam-se pelos braços, dão a mão "Foste tu, fui eu.." acordos, tréguas e outras batalhas navais. No fim acabam na mesma conclusão "Valeu a pena? Valeu." enchem a terra de suor.

A Nuvem

Apareceu-me na rua, anteontem, debaixo de um castanheiro, um senhor baixinho todo anacrónico, com um bigode orgulhoso que era o seu factor humano, e vinha este acompanhado por uma menina grande de pele morena e doce, com um sotaque às curvas como o Amazonas. Eu caminhava na direcção oposta e o homem pareceu reconhecer-me em inversão de marcha, detendo-me à sombra. - É mesmo você? - Perguntou-me. - Sim, sou mesmo eu. - Respondi-lhe cheio de certezas pessoais, mas algo fragilizado pela imponência ostensiva do seu bigode.
Havia também um coque perigoso - na rapariga - muito bem enrolado e muito bem preso que era mais bonito que a sua cabeça inteira, e tinha também um par de olhos grandes, e eu gosto de olhos redondos, como os vocábulos. Fiquei a ouvi-los, pois havia sombra presa por cima e boa vontade ao nível do chão. A primeira coisa que me disse - o homem - foi sobre a palavra nuvem, que era a sua favorita, dentre todas as nossas palavras, ditas ou escritas, e que me agradecia muito po…

Woody Strode

Racismo é para gente de coração engelhado. Vejam aqui a magnificência determinada do grande Woody Strode, no excelente filme de John Ford "Sergeant Rutledge" de 1960. Lembrem-se dele no "Man Who Shot Liberty Valence", 1962, também do seu mentor John Ford, ou em "Spartacus" de Stanley Kubrick, de 1960. No Maravilhoso e demasiado pequeno, mas memorável papel que desempenhou em "Once Upon a Time in the West" de Sergio Leone 1968 e atrevam-se a chamar-lhe de "preto". Atrevam-se, vá lá. Nasceu neste dia, em 1914 e ficou para sempre. Porque a existência grandiosa, e nenhuma existência por tempos passados ou vindouros, se deverá submeter à insignificância de mentes tacanhas.

TWD - Season 8 - Trailer

Nunca mais é 23 de Outubro!!!

Que nervos!!!
#TheWalkingDead.

Mulher Florida

Foste mulher para teres ficado  de folga e vestido novo na pele, em flor. Foste mulher mais que um bocado do tempo inteiro em que andei às três pancadas, a ir totalmente desencontrado com a luxúria e o amor. Foste mulher sempre ao meu lado e nem tive de te pedir que aqui estivesses, por favor.

Luke i am your grandfather!

A vida muitas vezes treme pelas dobradiças, como se levanta pelos passos de um herói-gigante, ou de muitos, todos juntos connosco.  E essa, palavra de honra, é uma ideia que eu cá tenho.  Ainda que haja uns por vir e outros tantos temporais, tenho os meus certos e incontornáveis dias, os de ontem e os para sempre. Os dias tecemo-los nós. Com a vontade nas mãos e uma certa ideia às cavalitas da alma. Preciosa e transmissível. Hoje faz um ano que arrastas sorrisos e serenidades com a categoria de um herói imprevisto. Treinaste-me o optimismo até à quase excelência e há muito que torço pela tua primeira palavra. Não precisa de ser nada estilizada, só de verdade e empatia musculada.

A arte nua

Constantemente, chegam os homens-mandarins e vestem-me o corpo todo com regras desavindas.  Mas, Deus não gostou.  Deu-me liberdade e pôs-me nua a ver-me eterna.


A tecla de Heisenberg

A sensibilidade, que tem tanto respeito pelas datas especiais, fica tão invisível no resto do tempo comum. Nem parece fazer parte da carne, traz um doer indiferente ao peito diante do mundo e sedimenta histórias para uma existência em camadas soterradas. Muitos acham que é depressão, mas não é. A dor dessa tristeza é diferente. É como comparar uma pedra no rim com uma comichão. 
Cai a luz pesada da tarde sobre os móveis, vejo o espadanar dos primeiros pássaros, em amplexos pela sombra dos arcos e sinto que só vigio entradas. Ora de pé, ora sentado. em contra-luz, de frente para a vida dos outros. Pássaros, carros, pessoas, as árvores ao vento, todos me vão gesticulando com a cabeça e com os lábios sem som. Eu aceno em retorno, mas ninguém me vê. É um princípio de incerteza.
Sinto-me demasiado arrumado aqui, sempre a bater na mesma tecla e posto para trás. Queria sentir a emoção de um convite para escrever, em vez de escrever, para mim apenas.


Quase parece que me reformei há dias para sabe…

O Aperto da Saudade

Há um aperto nos autocarros,

nas casas, na vida, no peito


nos quartos com cortinas rasgadas


Jardins Suspensos