Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro 9, 2011

"Governo Sombra" no Jornal de Vila do Conde

Água bendita.

vai chover breve porque não vejo outro jeito e nem que veja deus no olhar desta gente só a chuva me trará paz ao peito que pelo fogo do tempo anda por demais doente. Trago-a certa aqui no abrigar, de anseios despidos do que é normal. Estou farto, confesso! Não mais posso aceitar, Inverno assim que nunca vi igual. Venha a pureza lavar este incómodo quente, sei de certeza que não é só meu, nem as folhas das árvores caiem no ar silente, com o fito deste ser só seu. Vai chover breve, assim o prevejo. fosse eu vidente levantaria esse véu, como não sou, escrevo o que desejo. Que venha deus e faça chorar o céu.

Dez!

Sentia-se com um domínio completo da sua vontade quando se sentou a pensar na sua ausência. – Quinze dias é muito tempo! – Depois, pensou que tinha esse tempo só para si. Estava calmo, mas com a alma alimentada pelas pílulas da excitação. A erosão da sua partida era muito mais libertadora do que ele supunha. Precisava de a remeter ao papel para a sentir fora de si, era este o seu processo de purga, a sua forma de tornar real o que desejava.

Lançamento do Governo Sombra

Foi lindo ontem, e continua ainda hoje a ser, cá dentro. Dificilmente conseguirei esquecer aquela imersão de felicidade que desponta da concretização de um sonho. Muita amizade e entrega por parte de todos quantos puderam estar presentes no dia do lançamento do meu livro "Governo Sombra", e muito embora acredite e espere, que outros momentos se seguirão, decerto que nunca esquecerei este, pois existem poucos momentos assim numa vida, mágicos de deslumbre, extremos de emoção, em suma, inesquecíveis! - Obrigado a todos.