Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro 9, 2011

Governo Sombra - Prólogo

PRÓLOGO Lisboa, Novembro de 1987
Um cemitério estreito no centro de uma cidade movimentada, indiferente, visto das janelas de uma pensão tristonha, fechada ao público à décadas, não é, em momento algum, objecto de alegre sugestão; e o espectáculo nunca aparenta o seu melhor, quando o seu ponto alto é a vista de folhas castanhas de Outono, esvoaçando sobre lápides que o tempo e os homens já esqueceram há muito. Admitir-se-á que nenhuma influência deprimente está ausente deste cenário. Este facto é pungentemente sentido por um homem, já bem entrado na casa dos cinquenta anos, que em 13 de Novembro de 1987, ali estava, há três horas e meia, admirando-o. Isto é amiúde, pois de vez em quando, de tempos a tempos voltava para o interior do quarto e media o seu comprimento com passos inquietos, até se concentrar na verdadeira razão da sua presença ali.