Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto 5, 2012

Poema 9

Não vendo a alma ao diabo pela glória,
como se a letra impressa me fosse mudar.
Nem ofereço um só minuto desta história,
à força obrigada de a contar

Algo diferente e novo nunca me desagrada.
Meu coração está pronto para a liberdade.
Para quê ser uma mentira alada,
se posso ser simplesmente a verdade?

E tu, o que vais almoçar hoje?

Proposta para o almoço: percebes...

Percebes?