Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro 7, 2018

Saudades de ver bons Filmes (XVI)

... devastadoramente perturbadores!


Piquenas estórias de amore XI

Perdido em um mar cintilante de nevoeiro e solidão humana, encontra-se um pequeno lugar todo ele rarefeito e da cor do chumbo, que raramente recebe visitas de turismo. Falecida a mulher, Mr. Olyphant, bom cidadão insuspeito, de cem quilos ou mais de carne conduzida só por vontade, realizou aí a viagem de comboio com que sempre sonhou.
Em proporção à cidade onde vive, este sítio pacífico de rocha imaculada sempre lhe soou como aquele singular brilhante de fancaria que atentamente observou excepcional, deitado à sorte de quem o perdeu, no piso armado a cimento bruto, que era o salão de baile onde a conheceu. Apreendeu-o como o extraordinário, em meio a uma desoladora circunstância de espaço reduzido, com tanta, tanta gente acotovelando-se na pretensão ou fingimento de que dançariam.
O facto de se terem descoberto aí, de se terem visto um ao outro aí, entre a turba barulhenta e suada, consumiu-o. Uma boa consumição, daquelas que nos alimenta a vida em vez de a diminuir em um desespero i…

Pensamentos Avulsos X

Ramalho continua muito Nosso.

Toda a gente conhecia o Ramalho e essa foi a sua maior tragédia.  Muitos dias de volte-faces valeram-lhe demasiadas gargalhadas impróprias.  Perdeu os ouvidos a quem sussurrava: "Um Poema por um Café".  Esqueceram-no demasiado depressa os mecenas de circunstância, pagadores de umas cervejas em troca de uns sonhos legítimos. Puseram-no de parte, a ele e às epifanias que o arrebatavam.  Ao Ramalho, ignorava-se como ao resto dos retratos dos tolinhos exóticos que habitam e constituem a alma das pequenas cidades, e quando não fosse possível ignorá-lo, evitava-se-o. Então, desaparecia por espaços compridos e ninguém fazia grande caso disso. Vez por outra lá era mencionado, mas já a título póstumo, só por alimento das dúvidas de que poderia até ter sido alguém a quem se erguem estátuas, se cortam fitas por rabiscos no chão público ou se dão nomes a escolas. Foi um pensador e um filósofo, um Poeta. O Ramalho sempre teve cabeça para as matemáticas, andou em Coimbra a encontrar-se longe do…