Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho 31, 2016

Bocados de Gente

Acordei um destes dias, todo sobressaltado com a ideia do desapego. Aquilo provocou-me suores frios galopantes. Sim, é verdade. Sou menino para acordar de noite com estas "coisas", quase naturais da existência humana, provocam-me sinusites e falta-me o ar ao sono. O desapego preocupa-me. Pratica-lo tornou-se tão mundano, que passou a fazer parte das novas filosofias de vida, espalhadas como cancros pela nova sociedade virtual. É um embate constante. E de que embate se trata? Desde logo, do embate entre a visão instrumental e manipuladora da razão que não é razão nenhuma. Só faclitismo bacoco. É mais fácil a distância, mais confortável o afastamento.  Situações muito pertinentes à praga da preguiça do milénio. Distantes, parecemos mais que só alguns reunidos à mesa do café. Não é nenhuma ideia peregrina, o facto de ter assentado tão bem é que desconcerta. Quanto mais longe nos pomos uns dos outros, ingénuos na realização de que assim seremos melhor aceites pelas grandes manada…

Hilariante ou Assustador?

...ou ambos?

Reviver o passado em... Vilar de Mouros