Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril 8, 2012

O discurso do Corvo.

Apresentação do Governo Sombra em Recarei

No próximo sábado estarei por aqui...Apareçam! Tragam apetite e vontade de conhecerem a verdade.

A Parede Branca.

Sabem que mais, esta coisa do amor, é como uma estranha parede branca, que todos os dias nos faz querer ser pintor.

...que coisa mais lamechas!

Uma janela com vista.

Vivo num apartamento que flutua no espaço, mal enraizado no sopé dos novecentos e noventa e nove arcos de pedra que rasgam o horizonte da minha terra. Vagueio aqui, encerrado, de cabeça perdida, por dias a fio, na janela flutuante que me agarra as ideias à acalmia constante daquela praça deserta. E só a passagem momentânea das gentes, lá em baixo, me faz sentir que existo de facto, neste mundo. O tempo restante é feito de sonhos, de sonhos e de palavras, que me trazem as memórias do passado. Vivi assim, quase sem tempo real, até à altura em que tu apareceste.

Não foi de propósito, eu bem sei, tinhas o silêncio dos anos do teu lado e apareceste-me como uma imagem momentânea de perdição. O que achei mais grotesco em ti, foi estares ali ao meu lado, sem aviso prévio. - Bem sabes que gosto de tudo organizado até ao mais infinito grão da matéria. - Lembras-te do que nos disse aquele médico? - Ela não se lembrava.
- Vim ver-te porque soube novidades sobre ti, por um amigo. Tive de vir.
Ach…