Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro 3, 2013

Teaser do novo livro

Uma vontade maior que a outra

Foi num dia como o de hoje, fez agora trinta e quatro dias, e a contagem pareceu-me cheia de uma esperança enganadora, e decrescente, depois se veio a confirmar.
Afaguei, inimigo do amor próprio, o derradeiro maço de cigarros, puro, quente, directamente da mão sedutora do senhor do quiosque. Pequenos pauzinhos de prazer imediato, não doseados, como conviria. Nunca, convenientemente doseados. O senhor do quiosque tinha sempre mais, o que inibia o doseamente ajuizado. Cheios todos eles, cada qual tomado de um sopro, e que, como sempre, desciam rápidos, como um vento passageiro. O tremor nas mãos não me traía nenhum nervosismo. Tremia porque acabara de acordar e estava sem fumar havia horas. Ainda não tinha descoberto como haveria de fazer, para fumar a dormir. Acordado, fumava um mínimo de um maço por dia, só em casa - Não é muito, diziam-me os cínicos, igualmente transtornados por este mesmo vício legalizado. - Eu fumo aos dois, e mais até. Tudo depende da disposição do dia. - …