Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro 11, 2011

A ponte desaparecida.

Neblina desta ponte que me significa a solidão,
parada entre o rio e o voar da gaivota quieta,
mostras rara beleza entre dois pontos de união, mas tanto maltratas os olhos deste poeta...

A Amizade - Parte II

Não me ocorreu outra coisa senão sentar-me muito quieto como um tarrote assustado e esperar pelo primeiro contacto. A ideia de ser eu a inicia-lo não era muito tentadora. De súbito, eriçaram-se-me os pelos da nuca e senti os meus tímidos músculos a ficarem tensos como cabos de aço. Um daqueles dois rapazes, sustendo o fungo do seu próprio desânimo, atreveu-se a dirigir-me palavra. Coisa de pouca monta, fazendo justiça ao que bem sei ser o típico diálogo entre crianças, ainda assim as suas palavras mostrar-se-iam suficientes para me libertarem ondas insustentáveis de adrenalina pelo corpo fora. Não me tinha preparado para fazer amigos logo no primeiro dia de escola.

Lançamento do livro: "Governo Sombra"

Caros amigos, por razões totalmente alheias ao autor, a data de lançamento do livro "Governo Sombra", foi alterada do dia 24 de Setembro, para o dia 8 de OUTUBRO, às 15:00 hrs. na Biblioteca Municipal José Régio em Vila do Conde.
O meu sincero agradecimento a todos aqueles que me ajudaram e ajudam ainda na divulgação deste lançamento, e um grande pedido de desculpas pelo equívoco. Espero poder contar com a vossa presença no dia 8. Um grande abraço.

Lançamento dia 08 de Outubro Estão todos convidados.

Annie Lennox - Lovesong for a vampire

Que se lixem os vampiros.. esta música congela-me o sangue sempre que a ouço!
Os sentimentos elevados vencem sempre no final; os líderes que oferecem sangue, trabalho, lágrimas e suor conseguem sempre mais dos seus seguidores do que aqueles que oferecem segurança e diversão. Quando se chega a vias de facto, os seres humanos são heróicos.

Tão longe.

Estou a meio mundo de distância de ti,

E nem pensei que podias estar já no céu.

Porquê enveredei eu por este caminho escuro?

A vida passou-me ao lado e nem a vi,

E só sei perguntar para onde vai a alma que morreu?

Incerto sobre a lonjura imensa daquilo que procuro.

O que realmente aconteceu?

Questionem tudo, não se limitem a lamentar!
Se tudo for rotulado como sendo mais uma teoria da conspiração, e descartado como inverosímil exatamente por isso, então, os verdadeiros responsáveis por detrás desta tragédia, terão efectivamente alcançado os seus objetivos. E sem que se apercebam, o Governo Sombra, já estará plenamente instalado.

As três torres!

Acho incrível a rapidez da velocidade do tempo. Dez anos! Parece tanto, quando falamos de uma criança; quando o WTC desabou, a minha filha não tinha ainda nascido, e o meu rapagão ainda apreciava o humor cáustico (simples?) do contra-informação, com sorrisos de sincero divertimento pelo mero movimento daqueles bonecos estranhos. Para uma criança, dez anos representam um enorme salto de nascimento ou crescimento, para um adulto, nem por isso. Não gosto de americanos, por inerência da sua postura no mundo. Gosto sim da sua cultura. Da literatura americana, da pintura e sobretudo do seu cinema, não sou original pronto! Gosto do cinema americano, mas não da América. De modo que, o 11 de Setembro, foge-me à compreensão da solidariedade. Foge-me em grande parte, por dois motivos essenciais. Primeiro: com tantas desgraças e desavenças, tantas mortes por atentados sem sentido, porquê que o (suposto) atentado das torres gêmeas, haveria de ser mais importante do que aquele que ocorreu na Tchec…