Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Outubro 11, 2015

E Deus (des)Criou a Mulher!

Caro Senhor Meu Deus,

Ouvi recentemente um muito alarmante rumor, que me transtornou o espírito. Constou-me que Pensas descontinuar a produção da Mulher, retirando do mercado todo o stock existente. Ora, bem Te sei Todo-Poderoso e Omnisciente, mas Hás de convir que essa Tua decisão, de todas as que já Tomaste desde o Alfa e do Ómega, é a coisa mais digna de apontamento.
Sempre fui Teu fiel devoto, e longe de mim, Ó Criador, vir-Te agora questionar por tudo e por nada, mas, logo a mulher Senhor?
Quando o padre Gusmão me disse: Torna essa mulher honrada meu filho! Deus assim o quer. – Assim o fiz, pela Tua graça e obra, e de então até agora, já conto 27 anos de felicidade incomparável ao lado da minha Guilhermina. Então e agora? Que será de mim? Quem irá engomar-me as peúgas e os boxers? Quem conseguirá ter o desinteresse de olfato para aguentar a minha flatulência crónica?
Bondoso Ser Supremo faz com que eu não termine os meus dias como o Júlio da mercearia, que por tantos…

Saudades de ver bons filmes (II)

"Corre!" à Casa das Artes - Venham!

Há tantos eventos diariamente, tantos que só as afinidades por vezes, ou os interesses mormente, resumem aqueles onde verdadeiramente comparecemos.  As redes chamadas de sociais, consomem-nos a agenda com isto. Porque somos seres sociais marcados à nascença pelo tempo onde vivemos e tudo isso nos obriga à consideração do espaço que havemos de preencher em determinado momento. Atenderemos a tal evento por consideração à pessoa ou por atenção ao interesse maior de que nos dispomos a atender? É realmente um "pickle" azedo que só levamos à boca nesta altura. Noutro tempo qualquer teríamos o bom discernimento de decidir conforme outros factores muito mais afectivos. Este imbróglio faz-me lembrar uma pessoa que em tempos foi um dos meus melhores amigos. Até se lhe ocorrer que eu nem era ninguém. Vá, não me pintem estereotipado; detestaria ser o tipo que se queixa porque lhe caiem lágrimas pela cara abaixo como só acontece com quem é genuinamente infeliz apenas pela graça da vida.…