Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro 16, 2012

Sobre aquele sábado

Os meus pais ensinaram-me que se estudarmos muito, e lutarmos com dignidade, chegaremos a algum lado, a qualquer lado, não importa onde, desde que continuemos a acreditar podemos sempre consegui-lo... Penso que nenhum Governo do mundo tem o direito de nos tirar os sonhos da infância, nenhum mesmo!

O primeiro dia importa.

Suspeito que me acerquei de uma coisa importante; uma conspiração indizível que me transportou indolente até ao passado: são os filhos que nos educam. - Banal? Eu não sei bem. - Eles não se limitam a abrirem os limites da imaginação, como se conta, saqueiam-na sem cerimónias.  Que ideia extraordinariamente maquiavélica essa de aguardar pelo momento em que nos entregamos languidamente aos momentos dos filhos, em vez dos nossos. Caídos de cabeça aberta, naquele fosso inocente de sonhos tão vivos, como se deliberadamente no deixássemos cair numa emboscada de onde saímos felizes,  mas vazios de tudo o que era intimamente nosso. Seria certamente o último e derradeiro instinto altruísta? Talvez. Eu limito-me a chamar-lhe de amor incondicional. - Que coisa tão bela, e tão rara ao mesmo tempo. - E o mais sinistro é que fechamos a própria alma, onde nos lemos sozinhos diariamente, e avançamos somente, glorificando estes pequenos ladrões, pela sua magnífica capacidade de saberem, sem grandes esf…