Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro 13, 2015

Às Coisas Vividas...

...por Helder Sanhudo! De ontem até 25 de Outubro, Casa das Artes, no Porto. Não deixem de passar por lá.

Às Coisas Vividas” é mais que uma retrospectiva do trabalho artístico mais recente de Helder Sanhudo, é uma mostra emotiva de revisitação, uma aventura para não deixar esquecido o constante desafio da tela em branco. Vincar, solta e viva a sua presença como elemento criativo de recordações pictóricas que permanecem, alavancando a criação de futuras memórias. Todas as saudades de um tempo em que viveu outras vidas, conheceu novas histórias e mundos, e as definiu debutantes, no seu trabalho. Há um caminho possível para introduzir o nosso olhar nesta mostra. Penso em álbuns de recortes, em diários, acumulações de fragmentos ou objetos nostálgicos; uma ideia de melancolia que percorre a selecção aqui exposta, como se coleccionassemos compulsivamente com os olhos, as linhas condutoras que se atravessam de um quadro para o outro, imaginando com a nossa intuição as relações entre todos. …

Saudades de ver bons filmes

Para que serve ser Escritor?

Advirto-vos já, antes de o começarem a ler, que este é um texto cheio de raiva e rancor.

Certas pessoas dizem que alguns escritores não sabem escrever uma linha que valha a pena ser lida, nem na areia da praia, ou sentados no trono da cagadeira, nem deveriam ser assim chamados sequer. Não passam de fancaria sem carisma literário, deslizando incólumes pela baliza da crítica, e avolumando-se gigantes, junto do público mais néscio, entenda-se que é aquele que compra, e não aquele que lê. Não digo nomes de ambos os lados, porque é feio apontar seja para que lado for. Ainda que a inveja esteja omnipresente por todos, por mim inclusive, há um claro nepotismo no negócio da literatura, como existe também no cinema, nas artes plásticas, no teatro, até mesmo, meu deus, nas novelas televisivas. A furiosa velocidade destes dias, pouco admite sobre a emergência dos ansiosos. A galopante necessidade das vendas é tudo quanto obriga às classificações das tabelas e aos pontos falhados dos críticos na…